Everson Carlos “Indio” Silva é o professor que inaugurou o ensino dos gestos e técnicas do levantamento de peso (ou dos levantamentos de peso) através uma forma de alta aplicabilidade.

Eu gostaria de ir um pouco para trás e contar como conheci o Indio e o que aprendi com ele. Conheci o Indio quando tivemos que criar, do nada, um projeto de um centro de treinamento de força para nossa “casa”, a USP. Nunca foi para frente. O projeto da USP não andou por fatores que independem de qualquer ser humano. Mas nossa relação profissional e pessoal andou muito.

Aprendi que os gestos codificados no Levantamento de Peso Olímpico existem em inúmeras manifestações e gestos cotidianos e esportivos. Aprendi que os mesmos gestos podem ser executados, com diferentes aplicabilidades, com outros objetos menos padronizados do que uma barra olímpica e anilhas. Por exemplo, com toras (pedaços de troncos de árvores). Observem os gestos nos vídeos abaixo.

 

 

Everson Carlos Silva, Índio para mim, é membro de grupos ativos no reconhecimento de esportes étnicos. E o que isso tem a ver com você, estudante em busca de conhecimento em esporte e treinamento de força? Tudo: Índio é talvez o único profissional do esporte (como ele orgulhosamente nos ensinou a dizer, “esportólogo”) que une a ponta básica à ponta aplicada, a precisão em fisiologia do exercício, biomecânica e pedagogia do treinamento ao conhecimento da vastidão da expressão da motricidade humana.

O privilégio de ouvir e interagir com Índio por uma hora é o que a palavra diz: um privilégio. Pertence ao campo dos aprendizados que chamamos “conhecimento tácito”, em oposição a “conhecimento codificado”. Em outras palavras, as inúmeras coisas que só se aprende no convívio prático e direto com quem sabe, pois é um saber que vai além das palavras, das imagens e dos vídeos. Só ocorre na interação entre quem sabe e quem quer saber.

Assim, minha recomendação não apenas de uma colega professora. É a recomendação de uma eterna aprendiz. Eu conviveria todos os dias com Índio e todos os dias teria algo novo para aprender.

Qualquer um que se matricule num curso dele terá uma oportunidade sem nenhuma comparação no que existe disponível no mercado da educação continuada em atividade física e esporte.