O debate abaixo ocorreu a partir dos comentários sobre um agachamento marcante no contexto internacional do powerlifting: o record inter-federativo mundial de Zahir Khudayarov de 400kg com faixa de joelho. A discussão girou em torno do papel, efeito e legitimidade dos autores dos ataques digitais que se seguiram ao fato. Na sequência, discutiu-se a estrutura política de governança nos esportes, suas relações de poder e a qualificação de agentes nas tomadas de decisão e formação de opinião “pública”.

 

Marilia Coutinho
Aí está
Zahir Khudayarov 1000 kg RAW total

www.youtube.com

Zahir Khudayarov from Azerbaijan lifted 400 kg in squat, 240 kg in bench and 360 kg in deadlift for a massive total 1000 kg! Competition was held in Lahti, F…

  • Caio Freire Beaaaaaaaast!!!!!!!!!!!!!
  • Andre Hohl Impressive!!
  • Ramiro Netto ” First Dave Hoff’s “3005 total” with a a 36% ROM squat and now this shit…
    Fuck powerlifting, lift for yourself. A sport with so much potential turned to shit by people of crappy character lifting in “easy” federations with their own biased judges who want the 30th “world record” plastered before their federations’ names.
    Fuck this guy. And fuck Hoff. “
  • Ramiro Netto dat drama…
  • Kafka Franz O ângulo não ajuda, mas esse squat aparenta ser bem mais profundo que o do Hoff, por exemplo, então quem sabe são os árbitros…
  • Marilia Coutinho Where did you find this outburst of rage and envy?  tsc tsc tsc… Youtube referees all over the web…
  • Ramiro Netto Não tem como julgar por vídeo, ponto. Por que nego não entende?
  • Caio Freire Se não me engano o ramiro só reproduziu um comentário do youtube, inclusive um dos que estão em destaque (11 likes). A discussão ta pesada lá
  • Marilia Coutinho Exato, tou vendo o thread inteiro. É contra esse tipo de coisa que eu luto: trollzinhos julgando e xingando. Só uma atleta de verdade comentou ali, a Anna karrilla.
  • Caio Freire Comentário sensato dela, primeiro não dá pra “julgar” mesmo pelo vídeo, segundo quem julga é…. JUIZ, não youtuber; terceiro, antes de qualquer coisa deve-se estar ciente das regras do campeonato, e quarto, mesmo que fosse 1/4 de agachamento, ainda seria bem impressionante. Foda, o cara treina anos e anos, vai lá dá seu melhor, espera um minimo de reconhecimento… e dai… oq acontece?
  • Marilia Coutinho Dá uma olhada no post no meu mural… sobre os youtube referees
  • Caio Freire Sim, a discussão tá girando em torno quão construtivas essas criticas podem ser. Concordo em parte com o Gene, quando diz que uma discussão seja qual for deva ser dinamica e livre, mas, acho que vc Marilia Coutinho qdo usou “citzens of the Powerlifiti…See More
  • Marilia Coutinho Exatamente!  Caio, let’s trocar figurinhas. Esse papo vem sendo desenvolvido há algum tempo com o Felipe Gonçalves na temática governança desportiva. Se esporte é “o jogo institucionalizado” e por instituição entende-se relações de poder e participaç…See More
  • Marilia Coutinho Agora, vocês não têm ideia do que rolou nos bastidores depois que eu ingenuamente postei aquele comentário sobre o squat do Zahir. Tá todo mundo muito sensível. E estamos falando das figuras proeminentes, realmente.
  • Caio Freire Interessantissimo! Nunca que iria pensar o uso de Bourdieu na dinamica estabelecida dentro de um esporte! Isso basicamente pq a visão que tinha da relação entre instituição e a comunidade de atletas era de uma relação pontual. Mas não, há uma comunidad…See More
  • Caio Freire OOOOOW fofoca Marilia Coutinho! Começou a falar… agora vai ter que dar nome aos bois hehehehhe brincadeira!
  • Caio Freire Vc teria alguns artigo, estudo sobre esse tema? Realmente sua analise ligou uma lampadinha aqui na minha cabeça!
  • Marilia Coutinho Não… não tenho artigo porque eu pensei isso mas nem escrevi ainda!  Vamo nessa? Tem várias coisas: 1. esotericidade e formação de “habitus” (e um habitus muito complexo, intelectual, no sentido de cognitivo e de visão de mundo, e que engloba corpor…See More
  • Marilia Coutinho (vai ter alguém perguntando que método novo é esse do tal do Bourdieu, tipo treinar agachamento num campo?  )
  • Caio Freire Uma pena mesmo! Parece ser um campo riquissimo! Na USP (e no caso me refiro a FFLCH, pq não sei a situação de uma sociologia do esporte da EEFE) não me recordo de ninguem se dedicando á uma sociologia do esporte, ou mesmo uma sociologia do lazer, muito menos uma “sociologia politica no esporte”. Mas como vc aponta logo acima , é um prato cheio!
  • Caio Freire A noção de “habitus” ao primeiro olhar parece cair como uma luva mesmo nesta situação, na relação ativa do sujeito com uma referencia social, na criação de uma “identidade”, o problema é mesmo a corporalidade, é uma questão que não se pode ser deixada…See More
  • Caio Freire Mas em relação a corporalidade, se não se importar é claro, prefiro falar com meus colegas da antropologia (eu acabei me direcionando pra sociologia da religião-apesar de não ser religioso- e questões acerca da contemporaneidade, não tenho mta base pra…See More
  • Caio Freire Aliás, não sei mto oq eu poderia acrescentar! hehehehehehehehehehe Não sei que serventia teria, mas fico feliz de poder conversar sobre isso com uma “personalidade” no mundo dos esportes de força como vc. Eu (como boa parte dos amigos do face aqui) aprecio por demais a disponibilidade que vc tem mostrado
  • Caio Freire o problema da corporalidade na antropo é que geralmente ela não é trabalhada em si, sempre vem atrelada a outro tema, como relações de genero e sexualidade etc
  • Caio Freire Huuum, acho que não entendi mto bem mesmo, eu tinha entendido a publicidade, comouma publicidade “interna” ao mundo dos esportes de força, algo como um espaço que existe independente (se não com total autonomia) de um agente ou instituição especificos,…See More
  • Caio Freire Me empolguei demais! já deveria estar dormindo a mais de uma hora! Dsculpa de estiver alugando o ouvido (ou olhos no caso), mas realmente é empolgante!
  • Caio Feres Caio Freire is on a killing spree!
  • Marilia Coutinho Eu vou fazer o seguinte: vou copiar tudo e colar num doc word, postar no blog para ter arquivado. Caso contrário isso fica soterrado e nunca mais achamos. Aí, quando tivermos disponibilidade, voltamos ao tema. Vocês preferem ser “pessoa A”, etc ou boto os nomes de verdade? É melhor, ficou fértil, assim não perdemos o fio da meada. Yes, Caio Freire – Feres is on a killing spree. Freres. Feires.
  • Marilia Coutinho (o legal é que todo esse monte de coisa começou com a seguinte frase: “aí está” – minimalismo pouco é bobagem)
  • Caio Freire Marilia Coutinho vc ainda acha que somos uma só pessoa? rsrsrsrsrrs olha que até que seria possivel! hehehehehehhe
  • Caio Freire Caio Feres eu sou conhecido por falar e falar muito! E esses meus “ataques de tagarelices” geralmente são intercalados com momentos de silênci
  • Caio Feres Hahaha, chará, tem que falar mesmo, tá mandando muito!
  • Caio Freire Pra mim pessoa A, Bruce Banner (já que o Feres é o Stark… pq não? hehehehh e não adianta reclamar! Já falei primeiro! hahhahahhah), Caio Freire tanto faz
  • Caio Freire Eu tenho uma prova importantissima pra mim dia 16, depois disso vou ter mais tempo livre, a partir dai poso ir atrás de amigos meus me passarem referencias sobre o tema. Não sei como o tempo está pra vcs, alguns imagino que tempo seja um luxo mesmo, hehehehehe