A espiral que nasce no coração do levantador é também chamada de “espiral áurea”. Ela é criada pelos arcos circulares conectando lados opostos de quadrados de uma seqüência de Fibonacci. A sequência de Fibonacci foi introduzida por Leonardo de Pisa, também conhecido como Fibonacci, em 1202 em seu livro Liber Abaci. Ela é descrita pela equação :

Que se expressa na seguinte seqüência:

Esta seqüência é intimamente relacionada com a proporção áurea, definida na matemática e nas artes quando a proporção da soma das quantidades em relação à quantidade maior é igual à da quantidade maior em relação à quantidade menor: A seqüência de Fibonacci expressa um padrão fractal na aritmética. Este padrão descreve fenômenos e ocorrências na natureza, como o arranjo de folhas num galho, a curva de ondas e especialmente a concha de certos animais. A mais perfeita expressão da espiral de Fibonacci é a concha do Nautilus:

Diversos autores, na estética, na arquitetura, na arte e na metafísica comentaram o significado da proporção e da espiral áurea como reflexo de um ideal espiritual de busca por beleza e completude  na natureza, na arte e no espírito.

Transcender significa ir além de si mesmo ou além de algo. Não existe um ponto de chegada na transcendência.

A perspectiva segundo a qual o movimento humano é infinitamente variado e tem o potencial da transcendência se relaciona com a idéia de que há um ponto de partida, um movimento básico e original para esta espiral de movimento em direção ao todo.

O ponto fundamental é o um dos movimentos elementares.

O mínimo denominador comum entre todos os autores que publicaram taxonomias dos elementos fundamentais do movimento humano é composto de três movimentos: agachar, empurrar e puxar.

Não coincidentemente, os levantamentos do powerlifting são as expressões codificadas e perfeitas destes três movimentos.

A infinita e exuberante riqueza do movimento humano nasce de seus elementos mais simples e fundamentais: os levantamentos básicos. Eles são a base de toda a transcendência.

A seguir, o movimento e o levantador.