Hoje é meu dia de escrever sobre a nossa atual campanha financeira (haverá outras, muitas outras), persuadir os amigos e admiradores a contribuir e fazer um balanço dos esforços.

Primeiro o balanço: já temos um total de R$670,00 arrecadados – entre dinheiro em caixa e pagamento em processamento. Nada mal para seis dias de campanha e muito mais do que conseguimos por outras vias.

A quantidade de gente agourando e, pelos interstícios da comunicação digital, trabalhando contra, era e é grande. Natural: um trabalho não ortodoxo, que foge completamente ao que se conhecia como powerlifting antes, introduzindo rigor ético e de regras bem como restringindo as trocas de interesses e jogos de poder necessariamente enfrentaria todo tipo de oposição e sabotagem.

Mas estamos aqui e a campanha vai bem, obrigada.

Ela foi criada por um dos membros de nosso grupo de quem mais me orgulho: Lualis Rosa, uma inteligentíssima moça gaúcha, tímida e vencedora de lutas pessoais imensas. Lualis se apropriou de seu processo e seu corpo, adotou o powerlifting como lar e ferramenta e do fundo de sua timidez, encabeçou a campanha.

A seu lado, nosso incorruptível Alex. Alex é um profissional seríssimo da nutrição e nutrição esportiva (sei que vou levar bronca por separá-las), um comentador profundo de métodos de treinamento, mas o que nos aproximou mais, desde o começo, foi sua militância pelos direitos de animais. Militantes por direitos animais sérios são também sérios ativistas por direitos democráticos em geral. Não, Alex não conseguiria sobreviver dois dias num ambiente eticamente sujo.

Essa campanha especificamente visa viabilizar o campeonato Sul-americano da IPL. A IPL é a extensão internacional da grande e tradicional USPA norte-americana. Nos Estados Unidos, a USPA é a organização mais séria e forte. É quem organiza os eventos de powerlifting no Olympia, na FitExpo, entre outras. Esta é a primeira vez que a IPL se manifesta, em âmbito internacional, fora dos Estados Unidos. Nossa responsa é forte e grande. Teremos dois árbitros internacionais aqui, graças ao apoio da Progenex e Rocktape Brasil, para validar recordes internacionais e supervisionar nossos trabalhos.

E você com isso? Você pode ajudar uma expressão válida e importante da cultura (pois esporte, principalmente neste nível, é cultura), como ajudaria um projeto de artes gráficas ou visuais, dança ou música. É importante, a civilização existe porque nós, humanos, somos capazes de criar significado de infinitas maneiras.

Nós powerlifters, criamos muito significado com objetos de incrível simplicidade: um cilindro e alguns discos de aço.

Parece simples, mas para que isso aconteça existe toda uma infra-estrutura e um procedimento protocolar que custam caro. Nosso orçamento não fecha abaixo de 12 mil reais. Essa campanha é parte destes esforços.

Mesmo que você não seja um atleta, ajude: você vai se sentir mais parte da tal civilização, você sabe disso.

Se você for um atleta, bem, irmão em armas: você sabe de que guerra estou falando.

 

Clique na Vakinha!

clique na vakinha