Estou em Brasília, sendo apresentada pela primeira vez, na prática, ao estilo MetalMilitia, por Caramello e Bruno (por enquanto, só um treino com o Caramello). Metal Militia é um estilo, no sentido mais abrangente do termo, de levantamento de peso, descrito precariamente no site http://www.metalmilitia.net/ .Talvez fosse mais correto caracteriza-la como uma cultura de pratica corporal, do que propriamente uma metodologia de levantamento.

Como tal, há um verdadeiro caldeirão de saber não codificado, conhecimento tácito partilhado na rede social dos praticantes. No Brasil, três atletas/estudiosos têm experimentado com esta prática: Kleber Caramello, Bruno Reis e Jeffrey Gorham.

Assisti DVDs de Sebastian Burns, acompanho as carreiras de grandes atletas ligados ao estilo, mas nunca tive nenhuma “iniciação” até ontem.

Fizemos um pequeno treino com boards, indo até 120kg com board 6, e um na gaiola, indo até 120kg.

A execução do movimento requer interiorizar uma forma de usar a alavanca da cadeia extensora implicada de uma maneira muito diferente do que até hoje usei para empurrar barras carregadas. Não tenho base, ainda, para nenhum comentário mais técnico, mas basicamente trata-se de otimizar a ação de todos os sinergistas dos motores primários do movimento, além de modificar o efeito da alavanca com o resto do corpo (arco, posicionamento de quadris e pernas).

Sem muito mais a comentar tecnicamente, o que posso dizer é que a sensação deve ser (porque não sou um desses bichos) semelhante à de uma jovem águia sendo chutada do ninho no pico de uma escarpa, entre o pânico de despencar das alturas e descobrir que… SEI VOAR!!!!

 

Marilia

BodyStuff