Um amigo enviou essa sugestão de tema para que eu pesquisasse. Meu amigo fez a seguinte pergunta: haveria um componente homossexual na preferência masculina por corpos musculosos em mulheres? Essa dúvida foi despertada pela afirmação de um psicólogo (profissional) conhecido dele e posteriormente corroborada por sua própria companheira.
Infelizmente, acho que é uma pesquisa bastante trabalhosa e possivelmente cara. Imagino que só possa ser feita por métodos de pesquisa qualitativa (entrevistas em profundidade, grupos focais, etc.), uma vez que o universo desses homens não é conhecido e portanto não é amostrável. Mesmo considerando a hipótese de pesquisa qualitativa, tenho minhas dúvidas sobre como compor um roteiro adequado, como selecionar sujeitos – enfim, não seria uma pesquisa fácil. No entanto, posso tentar fazer uma reflexão a partir da minha modesta experiência.
Tenho tido oportunidade de ter contato com vários homens que admiram mulheres musculosas. Protegidos pela privacidade, a meu pedido procuram me explicar o que consideram (sexualmente) atraente nas mulheres musculosas. Uma parte deles (não faz sentido percentuar esse contingente) se sente atraído pela ESTRUTURA, não pela FUNÇÃO, ou seja: são os músculos o interessante na mulher musculosa, não sua força. Pergunto o que seria mais interessante: a textura ou o formato. Curiosamente, me respondem que ambos, mas que mais importante é que a musculatura desenvolvida deixaria a mulher com formas mais femininas. Nenhum conseguiu definir exatamente o que seria esse “plus” em feminilidade. Então pergunto se seriam as curvas (muitos me abordam com essa expressão, “suas curvas”), uma vez que certos estudos mostram que homens são atraídos por formas arredondadas em mulheres. Nenhum deles é suficientemente enfático para que eu afirme que é, sim, esse o componente mais importante. Um deles, que certamente tem contato pessoal com mulheres musculosas, diz que elas “cheiram” melhor, são mais sensuais. Não acredito que essa seja a componente mais importante nessa “população”, uma vez que a maior parte dos admiradores de mulheres musculosas não tem mulheres ou namoradas musculosas – apenas gostaria de ter. Cheguei a perguntar se tiveram chance de fazer a comparação – não foi o caso. Uma parte menor deles se interessa pela força em si. Consideram mulheres fortes mais atraentes, mas dificilmente conseguem explicar por que. Nenhum – rigorosamente nenhum – citou nenhum componente masculino, seja no corpo ou no comportamento da mulher musculosa. Nenhum alega ter fantasias de dominação, por exemplo (pergunto isso, sempre). Dessa pequena amostra não-representativa estatisticamente, o que posso concluir é que a afirmação do psicólogo que meu amigo ouviu é pouco fundamentada: que eu conheça, não existem estudos a respeito. Só posso concluir que ele elaborou essa afirmação a partir do próprio preconceito, já que ele considera os corpos femininos musculosos masculinos e portanto supõe que quem os admira só pode desejar contato sexual com homens.

Marilia


BodyStuff

  • Anônimo

    Como sou psicanalista e mulher musculosa,vou me atrever a colocar uma reflexão sobre o tema. É obvio que tem uma porção homossexual,tanto no homem admirador,como na mulher musculosa! Óbvio pq temos todos estes dois componentes em nosa personalidade!Mas o fato de sermos mulheres musculosas e eles nossos admiradores,não caracteriza homossexualidade,pois o casal é composto por um homem e uma mulher,portanto o final é comprovadamente heterosexual! Marilia eu já postei algo assim lá na comunidade do Marcelinho..Tem algumas opiniões lá..
    Mary Mundo do Orkut

  • Anônimo

    Desejo marginal

    Prezada Marilia Coutinho,

    li, neste blog, seu texto sobre a atração por mulheres musculosas manifestada em comunidades específicas do Orkut. Até onde sei, é o primeiro a respeito, em português, que se ocupa do assunto de modo racional e sistemático, tentando compreender o fenômeno — e não simplesmente louvá-lo ou atacá-lo. Embora conte com inúmeros sites e publicações sobretudo em inglês, no exterior, o desejo por musculosas parece-me desprovido de similares no Brasil. As cinco (número reduzido, não acha?) comunidades orkutianas de amantes de mulheres com musculatura definida ou bastante desenvolvida talvez seja um sinal da incipiência dos canais de manifestação desse peculiar desejo em nosso país. Imagino que o contingente de “filo-musculosas” seja bem maior do que os dos internautas inscritos nesses grupos do Orkut, já que certamente semelhante “gosto” pode facilmente ser classificado como “tara” a partir dos padrões vigentes na cultura erótica brasileira. Há o culto da mulher torneada, sinuosa, sim — mas não musculada, ainda que a musculação venha se banalizando entre praticantes do sexo feminino desde a década de 1980. Diante disso, o “amante de musculosas” vive, em boa medida, um desejo marginal, quase clandestino (repare no número de anônimos ou pseudônimos entre os membros das comunidades), quem sabe em alguma medida fonte de angústia e tensão. Você certamente deve conhecer sites em que eles, os “amantes”, expõem e alimentam anonimamante suas fantasias, com certeza “bizarras” do ponto de vista dos que acreditam vivenciar uma sexualidade “normal”. É compreensível, pois, que eles evitem a exposição. E se apressem a usufruir da libertação que a Internet, sem dúvida, representou em suas vidas sexuais, facultando acesso inclusive anônimo e seguro a imagens e textos antes indisponíveis.
    Como pode ter observado nesses sites de cultuadores de musculosas, tanto os “contos” quanto os “depoimentos” (fictícios na sua totalidade, provavelmente) sempre culminam com a demonstração de força física da mulher, invariavelmente com a musculatura hipertrofiada, subjugando o homem (em geral erguendo-o no ar ou, em casos extremos, espancando-o). O desenvolvimento da musculatura ou a prática de pesados exercícios para mantê-los, acompanhados de forma voyeurista pelo narrador-personagem, costumam preceder aquele clímax em que o protagonista sentirá em seu próprio corpo a consistência e o poder dos músculos femininos que manterão imóvel, indefeso, subjugado. Há exceções, mas o componente da dominação do homem pela mulher musculosa é invariável.
    Nas comunidades do Orkut há indícios dessa estrutura (um dos membros, por exemplo, não por acaso anônimo, criou tópico para convidar outros membros a relatarem cenas reais de homens erguidos por mulheres). Talvez porque o espaço não seja muito propício à divulgação de fantasias. De qualquer modo, parece haver forte vinculação entre a atração sexual por musculosas e o desejo masculino de submissão por elas. Creio também no componente homossexual da atração por mulheres de músculos bem definidos ou desenvolvidos. Veja: creio. É uma questão de fé, digamos, não de pesquisa ou investigação (deve ser um campo interessante a ser explorado por mestrandos e doutorando de psicologia, antropologia e sociologia, não acha?). Se bem que o desejo é multifacetado de tal maneira que ele sempre nos surpreende, em cada uma de suas infinitas manifestações. Por que creio nesse componente? Porque o que é valorizado nas musculosas são atributos tradicionalmente masculinos em nossa cultura: força física, atitudes viris e dominadoras, iniciativa, independência, poder e potência.
    Bom, teria mais a dizer. Mas suspendo meu comentário aqui, à espera do seu.
    Um abraço.

    • Anônimo

      Re: Desejo marginal

      Prezado anônimo!
      Vc foi mto interessante em sua abordagem , mas tb teve que ser anônimo! Afinal abordou um “desejo marginal”,portanto entendido como perverso. Algumas constatações suas tb tem sido observadas por mim , enqto figura objeto deste desejo . Percebo a preocupação maior com a questão do homossexualismo masculino , no seu discurso e nos participantes das comunidades , acredito que não é o mais importante. E a possibilidade da homo feminina,nem cogitada é! Interessante isto! Penso que a Marilia no ínicio de seu texto fala algo importante,da busca da força,atributo esperado nos homens,então se um homem busca uma mulher forte tem que ter componentes homossexuais? Pq não pode ter componentes infantis,e buscar a mãe com sua força da infância ? Ser tb mais um homem imaturo …
      Mary Oliveira
      obs: Tem que ser na modalidade anônima,pois caso contrário ,não aceita minha postagem

    • Anônimo

      Re: Desejo marginal

      Desejo marginal nada!

      Não creio em desejo marginal!
      Muito menos parcela de homosexualismo por ambos os sexos.

      Quem gosta de musculosa não expôe o gosto, da mesma maneira que niguém expõe, suas fantasias mais intimas. Vcs conhecem alguém que conte abertamente que adoram pés, mãos, gostam de apanhar do parceiro, ou de levar até urina no rosto??? Eu não conheço!!!
      Quem navega pela net se surpreende pelas diversas formas de TARAS que existe.

      As fantasias e taras que são contadas abertamente as pessoas são fantasias mais do que normais, aquelas mais diferentes ninguém expôe.

      O fato dos admiradores de musculosas não expor abertamente sua fantasia e tara, é por causa da mídia que ridiculariza o que não segue os padrões que ela prega. Esse preconceito é forte ainda.

      O gosto por mulheres musculosas na minha opinião é uma fantasia normal, não tem nada demais, quem gosta de musculosa, também gosta de mulher normal, gosta de mulher, o fato de gostarem de musculosas não vai fazer o cara ¨correr¨ só atrás deste tipo físico.

      Fubbu
      http://br.groups.yahoo.com/group/deusasmusculosas/