Competição e auto-conhecimento II

Não tem como ser indolor. Lembro-me dessa frase dita por um homem que amei. No momento, eu mal conseguia respirar, tamanha a dor que sentia. Passada a dor, que é uma mini-morte, a gente emerge maior, como um inseto livre de sua casca velha e menor. Insetos são mágicos e nós também. Competir é uma […]

Competição e auto-conhecimento II Leia mais »