Tenho treinado algumas pessoas. Eu costumava rejeitar pedidos de personal training e preparação esportiva depois que me afastei da sociedade de uma academia, há cerca de um ano e meio. Finalmente aceitei um, depois outro… Então há alguns meses, tenho ensaiado estratégias.

Minha primeira “cliente” desta nova fase é uma garota e o objetivo dela é estético: quer ter uma aparência melhor, definida, baixa gordura corporal, etc. Me mantive no fundamental, mas desde o início já introduzi os três levantamentos: agachamento, supino e terra.

Ela se adaptou perfeitamente a eles e sua força aumentou muito. O namorado dela, para quem tenho prescrito rotinas por alguns meses, é minha “cobaia”. Ele é um praticante experiente de treinamento de força e se adapta a quase qualquer coisa. Já usamos rotinas adaptadas de German Volume Training e agora eu introduzi treinamento funcional para os levantamentos – os levantamentos em si estiveram lá desde o começo.

Por cerca de um mês eu também tenho treinado minha filha, Mel, que é uma praticante de Kung-Fu. Ela lutou contra uma lesão crônica de adutor e precisa se recuperar, ganhar força e prevenir recorrência. Com ela, uma abordagem “convencional” durou apenas duas semanas: ela odiou as máquinas, adorou os pesos livres e, bem…, é minha filha, posso fazer experimentos com ela! Então, por algumas semanas agora ela tem feito apenas treinamento funcional para os levantamentos – básico e olímpico. Ainda estou pesquisando o treinamento funcional para as artes marciais propriamente ditas, mas ela gostou tanto de fazer os levantamentos que acho que teremos melhores resultados assim.

Matt Gary defendeu o uso de levantamentos do powerlifting para condicionamento geral em “Powerlifting Towards Wellness” (http://www.marylandpowerlifting.com/page.asp?contentID=75), um artigo muito interessante onde ele explora as vantagens dos movimentos multi-articulares em relação aos movimentos que isolam os músculos motores-primários. Depois que li o artigo, me senti muito mais confiante para prescrever os levantamentos tanto para treinamento esportivo como condicionamento em geral.

“Máquinas são excelentes cabides”, diz Gary. Concordo plenamente.

 

Marilia