(texto elaborado para a apresentação no “1º Workshop Iron Muscles de Musculação”)

A grande maioria dos livros e textos informativos sobre treinamento de força para mulheres vai pouco além de enfatizar o benefício do ganho de massa magra para o bem-estar generalizado, para a estética e para o desempenho das funções cotidianas. As questões específicas de gênero são, quase que sem exceção, a osteoporose pós-menopausa e o esclarecimento quanto às baixas taxas de testosterona femininas que garantem que elas não se virilizarão com o treinamento.
No entanto, o treinamento de força para mulheres envolve questões muito mais profundas da condição de gênero feminino. Essas questões são de natureza biológica (endócrina e de fisiologia muscular), emocional, social e relativas ao ciclo de vida feminino. Estas questões se superpõem, mas poderiam grosseiramente ser divididas em quatro:

1. A apropriação do corpo pela mulher
2. As fases do amadurecimento feminino
3. As respostas endócrinas e fisiológicas da mulher ao treinamento de força
4. Os esportes de força e a mulher

Marilia


BodyStuff