Dia 10 de novembro, terça-feira, finalmente fui submetida à cirurgia de reconstrução do ligamento cruzado anterior planejada há meses. Esta cirurgia foi uma medida corretiva para um acidente que ocorreu em treino dia 8 de junho deste ano. Antes que alguém levante a tese idiota de que esporte não é saúde e que exageramos em algum parâmetro de atividade, adianto a certeza de que o acidente foi causado por descuido meu. Ocorreu durante uma série leve de aquecimento em agachamento, sem equipamento, com apenas 120kg. É precisamente nos pesos leves e com os quais temos segurança que ocorre a maioria dos acidentes. O atleta fica menos atento, o que é um erro. Embora não haja nenhum estudo sistemático a respeito, em conversas com amigos, conjecturamos que lesões ocorrem freqüentemente em momentos de stress não relacionado ao esporte. Nestes períodos, temos lapsos de foco durante o treino. Os probleminhas e problemões que deveriam ficar barrados no baile do nosso esporte invadem nossa mente e roubam nossa atenção durante os tais pesos mais leves e momentos de aquecimento. Foi o que aconteceu comigo: ao devolver a barra ao suporte, não verifiquei que ambos os lados da barra estivessem devidamente seguros. O lado esquerdo não estava. Assim que soltei a barra supostamente em seu suporte, o lado esquerdo, solto, girou meu corpo violentamente. Os pés bem fixados no chão, quem girou foi a articulação do joelho esquerdo, sofrendo instantânea ruptura de ligamento, amputação de menisco, donos à cartilagem e osso.

Em um mês de trabalho de reabilitação, eu já estava agachando novamente com um peso interessante (com macaquinho sem suporte e faixa mole, 150kg) e planejava manter o colendário competitivo. No entanto, observando melhor as adaptações de movimento ao macaquinho suporte – um que eu nem havia ainda testado – achei mais sensato suspender os agachamentos e terras competitivos enquanto não fizesse a cirurgia: a articulação estava instável. Qualquer movimento dos joelhos para dentro ou para frente, freqüentes em cargas altas e falha, seria catastrófico.

A cirurgia de reconstrução do LCA atualmente tem alto índice de sucesso em atletas. A minha foi realizada com o graft do tendão patelar. A inserção ficou precisa e o movimento articular mecanicamente perfeito. Tive alta na quarta-feira. Neste mesmo dia tive uma sessão de fisioterapia no Hospital Oswaldo Cruz e aprendi a caminhar com as muletas apoiando os pés no chão. Imobilizador para dormir.

Quinta-feira respeitei as ordens e fiz nova sessão de fisioterapia, com o Bernardo (Aron). O problema é que quinta-feira eu já não tinha dor alguma. O “limite da dor” para a flexão não existe.

Sexta-feira as muletas viraram ornamento. Principalmente depois que uma caiu no meu pé e decidi que elas eram um trambolho. Consultei o Caetano e, desde que eu me policiasse quanto a rotação da articulação, que não pode em hipótese alguma ocorrer, fui liberada (ou forcei a barra?).

Hoje estou aqui, num calor insuportável, colocando a vida em dia. É difícil pensar direito com tantos dias sem treino. Chova ou faça esse sol de rachar que ninguém merece, segunda-feira vou treinar. Falo tanto mal das máquinas, mas segunda farei uma homenagem a elas, detonando-as.

Aí embaixo vão algumas referências das quais gostei sobre a cirurgia. Mais comentários nos próximos dias, log de treino e rehabilitação em http://bodyspace.bodybuilding.com/marilia05/ , log do treino mental em http://www.istadia.com/go/marilia05 e qualquer outra coisa extra aparecerá por aí.

Fora isso, recuperação pós-cirúrgica é sempre muito chato. Sou a favor de um certo isolamento, boa alimentação, bem hiper-proteica, coisa garantida pelo Marcão, que me enviou potes e potes de whey. Vitamina C, condroitina e glucosamina… mas isso fica para outro post, num outro dia.

THE HISTORY OF ACL SURGERY – P. COLOMBET, M. ALLARD, V. BOUSQUET, C. DE LAVIGNE, P.H. FLURIN

http://books.google.com.br/books?id=L6MNXIC7x0AC&pg=RA6-PA602&dq=ACL+reconstruction+surgery#v=onepage&q=ACL%20reconstruction%20surgery&f=false

http://books.google.com.br/books?id=WpciU74pRWAC&dq=ACL+reconstruction+surgery&source=gbs_navlinks_s